terça-feira, 2 de março de 2010

Tatuagens


A palavra tatuagem surgiu na polinésia e significa algo impressionante, é um signo taitiano como "tatau", ou seja, palavra que significa marcar alguma coisa. A história da tatuagem começou há mais de 5000 anos atrás e é tão diversa como as pessoas que os usam. Tatuagens são criadas através da inserção de materiais coloridos abaixo da superfície das peles. As primeiras tatuagens provavelmente foram criadas por acidente, alguém teve um ferimento pequeno e esfregou-a com a mão que estava suja de fuligem e cinzas do fogo e assim, uma vez que a ferida tinha cicatrizado, viram que a marca ficou permanentemente. A tatuagem foi introduzida no Ocidente no século XVIII, com as explorações que colocaram os europeus em contato com as culturas do Pacífico. Nessa época não existiam tatuadores profissionais, mas alguns amadores já estariam a bordo dos navios e em grandes portos. Na segunda metade do século XIX, as tatuagens viraram moda entre a realeza européia.

No final do século XIX, a febre da tatuagem espalhou-se na Inglaterra como em nenhum outro país da Europa. Graças à prática dos marinheiros ingleses em tatuarem-se. Vários segmentos da sociedade inglesa se tornaram adeptos da arte. Mas mesmo com a realeza tendo sido tatuada, a maioria das pessoas insistia em associar o ato de tatuar com uma propensão à criminalidade e marginalidade. Outros interpretavam a penetração da carne como uma tendência à homossexualidade.
A palavra tatuagem origina-se do inglês tattoo. O pai da palavra "tattoo" foi o capitão James Cook , que escreveu em seu diário a palavra "tattow", também conhecida como "tatau", uma onomatopéia do som feito durante a execução da tatuagem, em que se utilizavam ossos finos como agulhas, no qual batiam com uma espécie de martelinho de madeira para introduzir a tinta na pele. A partir de 1920 a tatuagem foi ficando mais comercial, tornando-se mais popular entre americanos e europeus. Surgindo uma gama de tatuadores que eram artisticamente ambiciosos. Eles acharam muitos clientes nas décadas de 1950 e 1960. Durante muito tempo, nos Estados Unidos, a tatuagem esteve associada a classes sócio-econômicas mais baixas, aos militares, aos marinheiros, às prostitutas e aos criminosos. 


A tatuagem elétrica chegou ao Brasil em junho de 1959, através do dinamarquês "Knud Harld Likke Gregersen", que ficou conhecido como "Lucky Tattoo". Knud dizia que suas tatuagens davam sorte, e em menos de seis meses, Lucky já era notícia de TV. A grande popularização da tatuagem nas Américas começou nos anos 70, quando a Califórnia foi o berço dos desenhos que reproduziram imagens de Marilyn Monroe, James Dean e Jimmy Hendrix. Nessa mesma época, os surfistas lançaram a moda de braços decorados com dragões e serpentes. Na década de 80, foi a vez dos tigres e das águias. Desde então, a tatuagem teve um aumento tão grande de popularidade que o número de estúdios subiu de cerca de 300 para mais de 4.000 nos últimos 20 anos, nos Estados Unidos. Hoje em dia, é difícil encontrar alguém que não tenha ao menos pensado em fazer uma tatuagem.








Apesar de toda sua história, o conceito de origem independente se adequa a tatuagem, pois ela foi inventada várias vezes, em diferentes momentos e partes distintas do Mundo, em todos os continentes, com maior ou menor variação de propósitos, técnicas e resultados.
Tá, e aí? tatuagem pode ser moda?, está na moda? Acredito que bem mais profundo que seja o laço estabelecido com um risco, uma marca na sua pele, são as consequencias e respostas ao que você se propôs a fazer. É bastante complicado quando se trata de tatuagens grandes e não muito discretas como as minhas, mas acredito não ter passado pelo pior, que é fazer uma tatuagem sem a autorização dos pais, ou pior, fazer a tattoo e ter que esconder por um bom tempo. Ao contrário disso, minha mãe me acompanhou na primeira tatuagem e ainda sugeriu algumas alterações. E nas outras sempre soube e ajudou a escolher as cores e desenhos. O importante disso tudo é a intenção pela qual você se prepara para ter uma marca para a vida toda. Seja em razões sentimentais, com fundo romântico, ou qualquer outro tipo de sentimento em relação ao que se vai tatuar, é legal saber que fica para sempre, mesmo!!!. Uma coisa engraçada, e que todos me perguntam qual é o significado e porque fiz estas tattoos! Bom, obviamente não responderei aqui no blog, mas fica a dica: marcar o corpo, só se for com um desenho (figura,enfim...) que valha a pena e que represente algum tipo de sentido, que não só o visual. Porque o que está no corpo, geralmente é reflexo e resposta das questões da sua mente. Aqui no Blog da Dani tem uma das minhas tatuagens.







Os Tipos de Tatuagem
Tradicional (tatuagem de marinheiro): São aqueles desenhos tradicionais, como uma âncora ou uma gaivota, aliás, os marinheiros foram os grandes divulgadores da tatuagem pelo mundo.
Sumi: técnica oriental que utiliza bambu ao invés de agulha. Geralmente os desenhos são ricos em detalhes.
Realista: desenhos que imitam o mundo real, como mulheres, pássaros e personalidades.
Estilizada: como o próprio nome já diz, são desenhos estilizados.
Alto relevo: muito difundida entre os índios. A pele é dissecada formando desenhos com uma infinidade de cores, praticada principalmente por aborígenes, de origem africana.
Belfaro Pigmentação: a maquiagem definitiva, como delineador, batom, etc.
Celta: desenhos de origem celta com figuras entrelaçadas. Pode ser preta ou colorida.
Tribal: desenhos em preto ou coloridos com motivos tribais. Podem ser desenhos de tribos norte-americanas, haidas, maias, incas, astecas, geométricas ou abstratas.
Oriental: trabalhos grandes, geralmente de corpo inteiro, como um painel. Os desenhos são com motivos orientais, como samurais, gueixas e dragões.
Psicodélicas: trabalhos supercoloridos com desenhos totalmente senseless.
Religiosas: trabalhos com personagens bíblicos, como um santo, uma cruz, etc.
Bold line: desenhos das histórias em quadrinhos com traços bem largos e cores berrantes.
Branding: tatuagem marcada a ferro e fogo.  

Tipos de Tatuagens retirados deste site.


TATUAGEM no mundo da MODA

Algumas tatuagens que desfilaram pela Bienal no SPFW 2010. Algumas são de modelos, outras de maquiadores e estilistas, enfim: muita gente tatuada e todos os tipos de desenhos olha só:


Claro que não poderia deixar de falar. A febre das tatuagens fake que mais fizeram sucesso no mundo da moda. Chanel no desfile da coleção Primavera/Verão 2010 lançou a moda das tatuagens "estilo de chiclete", aquelas que você cola ou com cola ou pressiona com água e com uma esponja. Damian Woolnough, da revista Vogue australiana, afirmou que Karl Largerfeld "deve ter se inspirado no livro de Lee Tulloch, Nobodies Fabulous, de 1989", onde a personagem principal, chamada Reality Nirvana Tuttle (uma espécie de Carrie Bradshaw dos anos 80), tem tatuagens Chanel em seus pulsos e nas coxas. Curiosamente o livro vai virar filme em breve e foi escrito depois que a autora foi demitida da Harper's Bazaar australiana. A expectativa é que o filme tenha um figurino maravilhoso, já que a heroína do livro é tão louca por moda que dá até nome para suas roupas. Você pode ver mais imagens neste blog.


Será a evolução das bijoux que Madame Chanel ? E você, acha que a moda pega?



Olha, tem muitas tatuagens lindas que gostaría de mostrar aqui. Vai aí alguns links de estúdios de tatuagem para quem está interessado ou ficou: Estudio TattooTatto Studio IvanGelly's Tatoo e True love tattoo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário